Mais Análises

Estados Unidos preparam sanções contra a China

De acordo com a mídia especializada, a administraçao Obama está preparando um pacote de sanções econômicas contra empresas e empresários chineses que alegadamente se beneficiaram da invasão ilegal de hackers a banco de dados com informações secretas contendo segredos comerciais dos Estados Unidos. A introdução de tais sanções será a primeira aplicação prática do decreto de Obama que permite congelar ativos de indivíduos estrangeiros e entidades suspeitas envolvidas com ataques de hackers. Uma decisão final é esperada em 2 semanas.

Esta solução – mais política do que econômica – demonstra a atitude dos Estados Unidos de colocar seus concorrentes sob pressão, uma vez que a China é o maior credor do país. Por outro lado, grandes players mundiais como a Rússia estarão aliviados da atenção norte-americana quando se iniciar a guerra de sanções com a nação asiática. Isso provocará o retorno massivo de investidores estrangeiros a tais países, catapultando a capitalização de empresas e bancos nacionais.

As ações norte-americanas causam profunda influência nas cotações de petróleo. Os baixos preços são favoráveis aos investidores chineses.

Deixar comentários