É o nosso 19º Aniversário!

Índices americanos e chineses continuam a cair em 2016

  • 08 de janeiro, 11:56 (GMT+3)
  • Títulos

O novo ano para as principais bolsas de valores do mundo começou com a queda de seus principais índices.

Nos Estados Unidos, o  S&P 500 e Dow Jones, em 4 dias de negociação, caíram 6%. A principal razão para este declínio é a redução dos preços do petróleo. O preço do WTI com entrega em fevereiro atingiu a baixa histórica de 33 USD por barril, o que vem causando problemas sérios para diversas empresas norte-americanas produtoras de petróleo. Muitas delas  estão à beira da falência e as suas atividades vem sendo realizadas à custa de fundos emprestados jogando um peso adicional sobre o sector bancário. A falência real das empresas de petróleo é capaz de derrubar os índices.

Além da queda dos preços do petróleo, o declínio do mercado de ações dos EUA tem sido causado mormente por causa do mercado acionário chinês e suas pobres estatísticas.

A flexibilização do Banco Popular da China provocou preocupação de investidores. O Shanghai Composite caiu 12% e no mesmo período, o RMB em relação ao dólar americano caiu enfraquecido por 6%. No contexto de uma regulamentação mais rigorosa da taxa de câmbio na China, o enfraquecimento de 6% é bastante significativo. Esta política de flexibilização mostra que a economia da China está passando por dificuldades, levantando dúvidas sobre o crescimento do setor comercial e industrial em 2016.

 

27 de janeiro, 11:50 (GMT+3)
Era dos Bancos Centrais

Atenção:

Os prognósticos apresentados nas análises constituem a visão pessoal do autor. Os comentários feitos não podem ser considerados recomendações ou guia de trabalho nos mercados financeiros. A Alpari de modo algum fica responsável por algum prejuízo (ou outro dano), direto ou indireto, que possa surgir pelo uso do material publicado.

Voltar ao topo