Mais Análises

Dólar fraco ajuda na alta dos Metais Preciosos

No final da semana passada, o índice do dólar (DXY) caiu para 94,78 ( - 0,46%).

Na terça-feira, o índice foi afetado pelas estatísticas do saldo negocial de março. O déficit auemntou para 51,4 bilhões de dólares, contra os 41,2 bilhões esperados. No final do dia, o índice estava sendo apoiado pela publicação do índice de atividade negocial no setor de serviços do Instituto ISM. Vale mencionar que este índice é muito importante, uma vez que o setor de serviço ocupa parcela considerável no PIB dos EUA. O índice subiu para 57,8 contra os 56,2 esperados.

Outras estatísticas relacionadas ao mercado de trabalho. Na quarta-feira, apareceram algumas informações da ADP desencorajantes sobre desemprego no mês de abril. Os indicadores cairam para 169.000 contra os 200.000 esperados. Na quinta-feira, a situação mudou para melhor. O mercado de trabalho cooperou com a alta do índice, forçando-o a sair do mínimo alcançado.  O número dos beneficiários primários de seguro-desemprego caíram para 265.000, contra os 280.000 esperados. Também caiu o número de beneficiários secundários para 2,228 milhões em 24 de abril. A semana terminou com a publicação do relatório do índice de novos empregos em setores não agrícolas (non-farm payrolls), atingindo a marca de 223.000 contra os 224.000 esperados. O nível de desemprego nos EUA, desse modo, mantave-se neutro a 5,4%.

As informações sobre o mercado de trabalho norte-americano é importante uma vez que as taxas de juros do FED dependem delas. A dinâmica estável, juntamente com a expectativa do aumento da inflação, irá fortalecer a alta do dólar americano.

Todos Metais Preciosos estão se fortalecendo com o enfraquecimento do dólar. A onça do ouro alcançou 1.188,39 USD (+0,85%), a platina 1.141 USD (+0.84%), a prata  16,46 USD (+1.90%) e o paládio 799,35 USD (+3.28%).

Provavelmente as cotações para o ouro flutuarão entre 1.150-1.190 USD.

Importante dado macroeconômico dessa semana:

  • PIB da Eurozona – Quarta-feira às 12:00 (EET);
  • Vendas no Varejo EUA – Quarta-feira às 15:30 (EET).

Deixar comentários