Traders acreditam que ouro atingirá 1.400 USD no longo prazo

Esta semana foi marcada pela queda acentuada dos preços do ouro, batendo o mínimo de oito meses. Hoje, quinta-feira (24.11) a onça de ouro está sendo negociada a 1.181,20 USD. O rally do dólar por todos os mercados mundiais vem mantendo as cotações do metal sob pressão, provocando a fuga dos investidores.

Agora, diante da conjuntura financeira mundial, os investidores estão se concentrando nas especulações a respeito das consequências da reunião de dezembro do Fed dos EUA, de modo que podemos esperar pressão adicional até meados de dezembro. A meta para as vendas a médio prazo estabelece-se em 1.175 USD. O “overselling” acabará quando as taxas de juros dos EUA forem conhecidas e os traders puderem computar os novos imputs.

O ouro vem sofrendo as consequências do comportamento “histérico” do mercado em relação as especulações a respeito do governo Trump. De fato, fala-se da “lista de Trump” – uma compilação de informações sobre as tendências e estratégias que o recém-eleito presidente dos Estados Unidos pretende implementar nos primeiros cem dias de mandato. Todos os prognósticos continuam a desempenhar um apoio para o dólar, colocando as cotações do metal sob pressão. Esta semana, o índice do dólar bateu o máximo de 2002, anunciando novos tempos para a moeda norte-americana.

Particularmente, o mercado de ouro apresenta baixa dinâmica nas últimas semanas. A demanda física permanece inalterada em volumes abaixo da média e a indústria de jóias não mostra nenhum interesse em elevar a comprar o metal precioso, uma vez que observa-se uma demanda reprimida entre os consumidores médios. Por mais que os volumes de compra das marcas de luxo permanecem, este nicho estreito geralmente não influi significativamente no mercado. Enquanto o dólar permanecer em primeiro plano na pauta do dia do mercado, mudanças significativas nos mercados de ouro não ocorrerão. De acordo com estimativas, a previsão de longo prazo para o preço do ouro é de 1.400 USD por onça troy.

No que tange ao par EURUSD, nesta quarta-feira (24.11), o euro / dólar fechou em baixa. O euro caiu em relação ao dólar para 1,0526. O crescimento do dólar acelerou-se na sessão dos EUA, após a divulgação de dados macroeconômicos positivos, os quais possibilitaram um incremento na rentabilidade dos títulos dos EUA. As encomendas de bens duráveis, o índice de atividade de negócios no setor de manufatura pela Markit e o índice de sentimento do consumidor da Universidade de Michigan foram maiores do que as expectativas do mercado. Eles são ainda mais reforçaram a confiança do mercado de que a Reserva Federal dos Estados Unidos em dezembro elevará a taxa básica de juros de 0,25% para 0,75%. De acordo com o CME Group FedWatch, agora é a probabilidade de aumento de 93,5% em dezembro.

Fig.1 EURUSD, timeframe horário. Fonte: tradingview

Últimas análises

Todos tem a chance de lucrar

Você não precisa negociar sozinho para lucrar. Obtenha lucros investindo nas contas de traders experientes!

Cadastrar-se