Mais Análises

FED não altera taxa de juros

A última reunião do Federal Reserve dos Estados Unidos ocasionou praticamente nenhum impacto sobre os mercados acionários, de commodiites e cambial. Desde o cancelamento do programa de flexibilização quantitativa e da saída de Ben Bernanke, os acontecimentos em torno da instituição se tornaram monótonos. Infelizmente, Janet Yellen não possui o carisma de seu professor e ídolo.

Os membros do Comitê de Mercado Aberto observaram que o desemprego nos diversos estados reduziu-se significativamente, o que permitiria elevar as taxas de juros. Ao mesmo tempo, a inflação não cresce ao nível esperado de 2%, freiando uma decisão definitiva. O órgão regulador continuará a seguir a conjuntura atual e corrigir suavemente a política monetária diante de novos dados macroeconômicos.

Mais uma vez, o mercado não ficou sabendo dos planos futuros da instituição, inclusive aqueles de elevar a taxa de juros em setembro.

O par EURUSD tem suas cotações desvalorizadas dentro da volatilidade diária e não houve alguma dinâmica extraordinária após a reunião.

O atraso da decisão do FED em aumentar a taxa de juros vem causando um impacto positivo sobre o preço do petróleo. O regulador impede o fortalecimento excessivo do dólar, o que tem aliviado a queda das cotações de petróleo.

Deixar comentários