É o nosso 19º Aniversário!

Banco Central Chinês injeta capital na economia

De acordo com os dados publicados hoje pelo Ministério da Economia da China, o país foi capaz de atrair 420,5 bilhões de yuans (67,7 bilhões de dólares) de investimentos estrangeiros (IDE). O valor representa 8,3% a mais do que o alcançado no mesmo período do ano passado. Já no mês de junho, o valor foi 0,7% maior em relação ao do ano anterior, batendo 14,42 bilhões de dólares. Em termos anuais, o total de 9,33 bilhões de dólares em investimentos significaram 7,8% de incremento,

O crescimento econômico chinês perdeu intensidade, causando dúvidas a respeito da atratividade do país a investimentos externos. Em 2014, o montante total de IDE subiu 1,7% para 119,60 bilhões de USD. No ano de 2013, o crescimento foi muito maio, de 5,26%, somando 117,59 bilhões. Na primeira medade deste ano, o IDE partindo dos Estados Unidos somou 1,09 bilhões de dólares (37,6% a menos do que na última metade do ano passado). Os investimentos japoneses na China também experimentaram redução de 16,3%, atingindo 2,01 bilhões USD. No mesmo período, investimentos diretos não financeiros bateram a marca de 56 bilhões de dólares, o que representou 29,2% a mais do que no ano passado.

Hoje, foi anunciado que o Banco Central da China injetou capital extra em dois bancos de economia mista com objetivo de fomentar a economia. O Banco Popular da China enviou 48 bilhões de USD para o Banco Chinês de Desenvolvimento e mais 45 bilhões para o Banco de Importação-Exportação da China. O Ministério das Finanças da China ofereceu 16 bilhões de dólares ao Banco de Desenvolvimento Agrícola do país, um dos maiores de economia mista da China. Em abril deste ano, o Conselho de Estado chinês determinou que o capital social destes 3 bancos deveriam ser aumentados como parte das reformas econômicas.

Atenção:

Os prognósticos apresentados nas análises constituem a visão pessoal do autor. Os comentários feitos não podem ser considerados recomendações ou guia de trabalho nos mercados financeiros. A Alpari de modo algum fica responsável por algum prejuízo (ou outro dano), direto ou indireto, que possa surgir pelo uso do material publicado.

Voltar ao topo