EURUSD: euro e libra continuam sob pressão

Na segunda-feira, o euro se desvalorizou contra o dólar até 1,1352. A queda na cotação foi provocada tanto por fatores técnicos quanto por fatores fundamentalistas. O euro arrastou a libra, que despencou 250 pips contra o dólar, por conta da decisão da primeira-ministra Theresa May de adiar a votação de 11 de dezembro que haveria no parlamento sobre o tema do Brexit. Os opositores da primeira-ministra denominaram a decisão como um ato de covardia.

Seguindo a libra, os investidores intesificaram a venda da moeda única. O euro sofreu pressão adicional com a decisão do presidente da França, Emmanuel Macron, que, devido aos protestos no país, anunciou medidas emergenciais.

Principais notícias (GMT+3)

  • 09:30 – França: Folha (Payroll) Não Agrícola - França (Trimestral) (Q4).
  • 12:30 – Reino Unido: Rendimento Semanal Médio incl. Bônus (Out).
  • 13:00 – Eurozona e Alemanha: Percepção Econômica ZEW.
  • 16:30 – EUA: IPP (Mensal) (Nov).

Fig.1 EURUSD, timeframe horário. Fonte: tradingview

Análise técnica

A queda do par euro/dólar se acelerou depois do rompimento da linha de tendência. A linha da média móvel não chegou a criar um suporte aos compradores. A queda parou abaixo do grau 67, próximo da linha D1. Entre os indicadores no time frame horário e os do 4H há cenários contraditórios: o de 1H indica queda e o de 4H, alta. Por conta disso, minha expectativa é de uma queda até o grau 90 (1,1336) com um rebote até a linha da média móvel (1,1388), que pode ocorrer até antes, a partir do D1 (1,1345).

Últimas análises

Todos tem a chance de lucrar

Você não precisa negociar sozinho para lucrar. Obtenha lucros investindo nas contas de traders experientes!

Cadastrar-se