EURUSD: euro continuará sob pressão

Na segunda-feira, 12/11, o par EURUSD fechou em queda. O euro se desvalorizou 1% em relação ao dólar, para 1,1216. A queda do par foi provocada pela valorização do dólar, além do aumento na demanda pelos ativos seguros. Os investidores estão preocupados com a tensão comercial entre EUA e China, além da incerteza em relação às questões da Itália e do Brexit. O Reino Unido não pode resolver a questão das fronteiras com Irlanda e a Itália está na mesma situação com o tema do orçamento de 2019.

Devido ao feriado nos EUA e no Canadá, o mercado de títulos não abriu. No mercado monetário, houve pouca atividade. Os principais índices nos EUA apresentaram queda. O índice do dólar subiu.

Principais notícias (GMT+3)

  • 12:30 – Reino Unido: Rendimento Semanal Médio incl. Bônus (set), Variação no Número de Desempregados (out).
  • 13:00 – Alemanha: Percepção Econômica ZEW (nov).
  • 22:00 – EUA: Discurso de Harker, membro do FOMC .

Fig.1 EURUSD, timeframe horário. Fonte: tradingview

Análise técnica

Ontem, na sessão da Europa, a cotação caiu até a linha da média móvel D3 (linha da média de 55 dias e com desvio de 1%). O preço se desviou da linha, mas depois de um rebote, a queda se acentuou num mercado com pouco volume de negociações.

A partir do nível 1,1216, o euro se recuperou até 1,1252. Considerando que o estocástico está apontado para cima, espero uma nova onda de vendas . Se isso ocorrer, não vejo por que a cotação não possa chegar até 1,1207.

Se começarmos a projeção a partir das mínimas 1,1240 e 1,1216, então o alvo para os vendedores será 1,1190. No timeframe diário, os alvos estão em 1,1150 e 1,1025.

Últimas análises

Todos tem a chance de lucrar

Você não precisa negociar sozinho para lucrar. Obtenha lucros investindo nas contas de traders experientes!

Cadastrar-se