EURUSD: expectativa de alta a partir da linha da média móvel

Na sexta-feira, 02/11, a cotação do euro fechou em queda. Depois da divulgação dos dados sobre o mercado de trabalho nos EUA, os compradores perderam toda a vantagem obtida ao longo do dia. O número de novos postos de trabalho ultrapassou tanto as expectativas do mercado quanto a prévia do mês anterior. O ganho médio por hora trabalhada atingiu o valor máximo nos últimos 9 anos. A taxa de desemprego nos EUA atingiu a marca mínima, de 3,7%.

Outros fatores positivos para os vendedores foram o índice de compras industriais nos EUA e a alta dos rendimentos dos títulos da dívida pública dos EUA a 10 anos. O rendimento chegou ao nível de 3,22%.

Diante da expectativa de novo aumento da taxa básica de juros em dezembro, a cotação do euro caiu até 1,1372. De acordo com os dados do CME Group's FedWatch, a probabilidade de aumento da taxa de juros é de 77,5%. Até a divulgação do relatório NFP, era de 74,5%.

Indicadores econômicos

  • Encomendas à Indústria (Mensal) nos EUA: +0,7% (projeção: +0,4%; anterior: +2,6%).
  • Balança Comercial nos EUA: US$ -54 bi (projeção: US$ -53,6 bi; anterior: de US$ -53,2 bi para US$ -53,3 bi).
  • Relatório de Emprego (Payroll) não-agrícola: 250 mil (projeção: 220 mil; anterior: de 134 mil para 118 mil).
  • Taxa de Desemprego dos EUA: 3,7% (projeção: 3,7%; anterior: 3,7%).
  • Ganho Médio por Hora Trabalhada (mensal) nos EUA: +0,2% (projeção: +0,3%; anterior: +0,3%).

Principais notícias (GMT+3)

  • 12:30 – Reino Unido: PMI de Serviços (Out). 
  • 16:10 – Eurozona: Discurso de Poloz, Governador do BoC.
  • 17:45 – EUA: PMI de Serviços (out)
  • 18:00 – EUA: PMI ISM Não-Manufatura (out).

Fig.1 EURUSD, timeframe horário. Fonte: tradingview

Análise técnica

O euro despencou em queda livre da máxima 1,1456 até o grau 67 (1,1372), aproximadamente 50% da alta de 1,1302 até 1,1456. O relatório sobre o mercado de trabalho nos EUA já foi divulgado. Em termos de análise técnica, nem o relatório nem a queda de 70 pips de sexta-feira já não têm mais impacto para o mercado. Podemos desconsiderá-los.

O grau 67 e a linha da média móvel serviram de suporte ao par ontem. Enquanto escrevo, o euro é cotado a 1,1390. Considerando que a agenda de notícias econômicas para a Europa está praticamente vazia, espero uma recuperação do preço até 1,1422.

Busquei oscilações semelhantes no histórico da última semana. Julgando pela queda de sexta-feira, é provável que o par consiga superá-la totalmente. Não estou considerando o dia específico da semana. Vou me limitar ao grau 45. Caso esteja equivocado nas estimativas, isso significa que os vendedores empurraram a cotação até o nível 1,1330.

 

Últimas análises

Todos tem a chance de lucrar

Você não precisa negociar sozinho para lucrar. Obtenha lucros investindo nas contas de traders experientes!

Cadastrar-se