EURUSD: touros tentam recuperar perdas por conta do problema na Itália

No final da semana passada, todos os pares monetários, com exceção dos dólares neozelandês e australiano, se desvalorizaram em relação ao dólar dos EUA. A maior queda se deu na libra esterlina (-0,64%). O dólar canadense se desvalorizou -0,62%; o franco suíço, -0,48%; o euro, -0,39%; o iene japonês, -0,27%. O dólar neozelandês teve uma valorização de +1,30% e o dólar australiano, +0,12%.

Na sessão dos EUA, o euro se recuperou até 1,1535. A moeda única reagiu com alta diante do comentário do membro da Comissão Europeia, Pierre Moscovici, que demonstrou disposição para um diálogo construtivo com a Itália no tema do projeto orçamentário.

A libra esterlina se valorizou com a declaração da primeira-ministra do Reino Unido Theresa May de que pode recusar assumir compromissos no tema das fronteiras com a Irlanda. Examente essa questão tem sido determinante na resolução ou não do acordo do Brexit.

Principais notícias (GMT+3)

  • 13:00 – Alemanha: Relatório Mensal do Banco Central da Alemanha.
  • 15:30 – Canadá: Vendas por Atacado (Mensal) (Ago).
  • 15:30 – EUA: Índice de Atividade Nacional Fed Chicago (Set).

Fig.1 EURUSD, timeframe horário. Fonte: tradingview

Análise técnica

Na Ásia, o euro apresentou uma dinâmica variada. A partir da abertura da sessão europeia, o preço saltou para 1,1537. Os compradores conseguiram mover a máxima da sexta-feira, criando uma divergência de baixa. No entanto, para que ela se confirme, a cor da barra do indicador AO deve mudar.

O preço passou a ser cotado na zona de resistência. Considerando que se formou uma divergência no AO e no CCI, e que o calendário econômico está vazio, minha expectativa é de correção para baixo no par. É bom ficar de olho na dinâmica dos rendimentos dos títulos da dívida pública da Europa, em especial os italianos. Quanto maior o rendimento, maior a probabilidade de bancarrota dos que possuem títulos italianos.

A previsão é de correção até o grau 90, na linha da média móvel. Do ponto de vista técnico, a cotação pode chegar até 1,1587, tendo em vista que a região do grau 90 não é de reversão. Não considero uma alta acima de 1,1550. Para mim, será interessante um movimento para baixo, contra o rali de sexta-feira.

Últimas análises

Todos tem a chance de lucrar

Você não precisa negociar sozinho para lucrar. Obtenha lucros investindo nas contas de traders experientes!

Cadastrar-se