É o nosso 19º Aniversário!

EURUSD: análise de mercado (16/02/18)

O euro mantém a trajetória ascendente contra o dólar. No momento em que escrevo, o par é negociado a 1,2547, com um aumento de 0,9 centavos de euro contra o dólar nas últimas 24 horas.

Em minha opinião, há dois fatores para a alta do par EURUSD. É provável que a Eurozona cresça 2% ou mais em 2018. Somando-se a isso, a economia dos EUA provavelmente não crescerá além dessa marca. Essa divergência combinada só contribui para a manutenção de alta do euro.

Hoje recomendo atenção à publicação dos dados sobre o mercado imobiliário (novas residências e permissões de construção em janeiro) dos EUA, às 11:30 (GMT-2). Embora não os considere indicadores de tendência, eles podem criar volatilidade de curto prazo no dólar.

Análise técnica

Ontem, o EURUSD testou – e passou – o nível de topo duplo (1,2480 – 1,2520), formado no timeframe horário no início de fevereiro.

Considerando que não há eventos ou publicações importantes agendados para hoje, meu prognóstico é que as cotações do par EURUSD fecharão próximo do nível atual, ou seja, em torno dos máximos entre 1,2480 e 1,2520.

19 de fevereiro, 09:39 (GMT+3)
EURUSD: análise de mercado (19/02/18)

Atenção:

Os prognósticos apresentados nas análises constituem a visão pessoal do autor. Os comentários feitos não podem ser considerados recomendações ou guia de trabalho nos mercados financeiros. A Alpari de modo algum fica responsável por algum prejuízo (ou outro dano), direto ou indireto, que possa surgir pelo uso do material publicado.

Mais análises deste Especialista

Veselin Petkov
17 de dezembro, 16:41 (GMT+3)
Bitcoin: o pior está por vir
03 de dezembro, 15:37 (GMT+3)
EURUSD: Análise de Mercado (03 /12 /18)
12 de novembro, 16:55 (GMT+3)
DXY: Análise de Mercado (12/11/18)

Nossos Analistas

Alexander Razuvaev
Alexander Razuvaev

Diretor do Departamento Analítico da Alpari

## ojimadu name
## ojimadu name

## ojimadu position

Vadim Yossub
Vadim Yossub

Analista Financeiro Sênior da Alpari

Ver mais Analistas
Voltar ao topo