Mais Análises

Dólar volta a subir

Resultados das sessões de mercado

Ontem o dólar recebeu apoio psicológico do Fed. Não obstante, os traders esperam outras estatísticas sobre o crescimento econômico do país. Na verdade, o dólar vem subindo nos últimos dois dias. Ontem, o índice do dólar (DXY) fechou em alta com 92,22 pips. Hoje, na primeira parte da sessão de negociação da Europa, o DXY está sendo negociando a 92,33 (+ 0,12%).

O crescimento atual do dólar norte-americano é explicado pela política monetária mais suave do Fed. Ontem, o Fed decidiu manter a taxa de juros em 1,00-1,25%, mas reduziu sua perspectiva sobre a queda da taxa de juros no longo prazo de 3,0% para 2,8%. Além disso, o Fed reduziu o ciclo da trajetória de aumento da taxa de 2018 e 2019. É importante notar que, durante três trimestres consecutivos, o Fed aumentou a taxa em dezembro de 2016, em março de 2017 e em junho de 2017.

O mercado estava muito negativo e considerava a política do Fed inadequada e prejudicial para a economia dos EUA, fazendo o dólar cair desde o início de 2017. Ontem, pela primeira vez, o Fed se recusou a aumentar sua taxa de juros trimestralmente, suavizando sua retórica e, portanto, acalmando o mercado: o rendimento dos títulos do governo a 10 anos aumentou de 2,21% para 2,30%.

A política monetária mais suave do regulador dos EUA pode afetar favoravelmente a economia dos Estados Unidos (o crescimento do PIB em 2016 foi de apenas 1,5%, o pior valor desde o final de 2008) e, portanto, o dólar americano pode, em outubro-novembro, cair contra as principais moedas do mundo. Ainda assim, não esperamos o crescimento imediato do dólar americano.

Deixar comentários