É o nosso 19º Aniversário!

Reunião da OPEP causa alta nos mercados emergentes

Resultados das Sessões de Mercado

Entre 28 a 30 de novembro, os analistas ocidentais vêm observando nos mercados de divisa dos países emergentes uma combinação de pessimismo e otimismo moderado. O final de 2016 tem sido intenso para todos aqueles que buscam entrar nos mercados com alguma dose de certeza.

Essa semana, a principal notícia foi o acordo dos países da OPEP a respeito da redução da produção de petróleo a partir de janeiro 2017 para 1,2 milhões de barris por dia. A redução estará prevista por um período de seis meses, com a possibilidade de estender o acordo até o final de 2017. A este acordo irão se juntar os produtores de petróleo independentes que pretendem cortar a produção em janeiro do próximo ano, para um total de 600 mil barris por dia. Os preços de petróleo subiram 9% com a notícia, influenciando a dinâmica das moedas dos países exportadores de commodities. Os traders dos mercados emergentes esperam agora uma alta nas taxas de juros dos Estados Unidos, desde que negociam na baixa do dólar.

Expectativas dos Mercados Emergentes

O rublo russo, ao longo deste período, foi o líder de crescimento frente ao dólar (+ 1,14%). Já a lira turca subiu 0,82%, acompanhada pelo peso mexicano (+ 0,29%) e yuan chinês (+ 0,12%).

Por outro lado, o rand Sul-Africano sofreu a maior queda, caindo 2,44% em relação ao dólar. Outras moedas, como o tenge cazaquistanes, o forint húngaro, o zloty polonês, a rupia indiana e o real brasileiro, caíram também, todavia a queda não passou de 1%.

Na Índia, os dados divulgados sobre PIB para o 2º trimestre mostraram que o PIB do país subiu 7,3% em comparação com o crescimento no primeiro trimestre do mesmo período de 2015. Esta elevada taxa de crescimento poderia ter um impacto positivo sobre a demanda de petróleo, incluindo a demanda mundial de petróleo e empurrar para cima o preço do hidrocarboneto.

Análise Técnica

Uma vez que os mercados emergente seguem a dinâmica do dólar após o impacto da reunião da OEPE, cremos que a meta técnica para o par EURUSD hoje é de 1,0586, durante a primeira metade da sessão europeia. O máximo poderá ser de 1,0630, durante a sessão norte-americana. O fechamento ocorrerá a 1,0588.

O par EURUSD caiu a 90 graus e atingiu 1,0604. O máximo será atingido ao longo da sessão europeia, talvez a 67 graus. Ontem, após da atualização do máximo, o euro caiu 115 pips, para 1,0552, seguindo as vendas do par  cruzado euro / libra. Uma vez que o grau 112 não foi alcançado, os vendedores poderão se beneficiar caso haja estatísticas positivas norte-americanos. Após o lançamento de uma série de fortes indicadores macroeconômicos, os participantes do mercado começam esperam um relatório NFP forte. O euro poderá cair a 1,0500.

Fig.1 EURUSD, timeframe horário. Fonte: tradingview

02 de dezembro, 09:36 (GMT+3)
EURUSD pode chegar a 1,0669 diante dos NFP

Atenção:

Os prognósticos apresentados nas análises constituem a visão pessoal do autor. Os comentários feitos não podem ser considerados recomendações ou guia de trabalho nos mercados financeiros. A Alpari de modo algum fica responsável por algum prejuízo (ou outro dano), direto ou indireto, que possa surgir pelo uso do material publicado.

Mais análises deste Especialista

Natalya Milchakova
06 de abril, 13:28 (GMT+3)
Real sobe com o petróleo
09 de fevereiro, 11:52 (GMT+3)
Real, rand e rublo voltam a subir

Nossos Analistas

Alexander Razuvaev
Alexander Razuvaev

Diretor do Departamento Analítico da Alpari

## ojimadu name
## ojimadu name

## ojimadu position

Vadim Yossub
Vadim Yossub

Analista Financeiro Sênior da Alpari

Ver mais Analistas
Voltar ao topo