Preço do zinco bate recorde de 5 anos

Vadim Yossub

Analista Financeiro Sênior da Alpari

Mercado de commodities

O mercado de commodities vem experimentando nas últimas semanas um aumento gradual dos preços dos principais metais utilizados na indústria, entre eles o aço e zinco.

Nas bolsas norte-americanas, ontem (01.11.16), o preço do zinco aumentou 2% atingindo 2.450 USD por tonelada, batendo um recorde de cinco anos. Ao longo da semana, esta alta nas cotações de zinco aumentou 7%, e no acumulado do ano incríveis 52%. Outro metais importantes na siderugia como alumínio, cobre, níquel e estanho também voltaram a subir. Durante as negociações de ontem, o índice de seis metais industriais na LME aumentou 1,6%.

Os preços do metais industriais permaneceu em um profundo declínio entre 2011e 2013. Desde essa época, alguns deles não conseguiram atinir os preços anteriores, mantendo as cotações em níveis baixos. Este ano, os metais industriais ganharam força por todos os mercados, apresentando crescimento devido mormente a diversos fatores microeconômicos, como o declínio na produção mundial e o déficit nas reservas. Da mesma forma, os sinais positivos da economia chinesa. Tornou o país no terceiro trimestre de ano o maior consumidor de metais do mundo.

Mercado de capitais

No que tange ao mercado de capitais, nesta terça-feira (02.11), o euro / dólar fechou em alta, com as cotações atingindo 1,1056. Os compradores partiram para a ofensiva depois da publicação de estatísticas fracas na Grã-Bretanha. Na sessão dos EUA, as cotações subiram seguindo as informações sobre a corrida presidencial dos EUA. Os resultados de uma pesquisa de opinião pública em os EUA mostrou que Donald Trump receberá 45,2% dos votos e Hillary Clinton 44,5%. O dólar não subiu com as estatísticas positivas. O índice ISM de atividade negocial no setor industrial em outubro subiu de 51,5 para 51,9 (a previsão era de 51,7).

A meta técnica para o par EURUSD hoje é de 1, 1026, durante a primeira metade da sessão europeia. O máximo poderá ser de 1,1069, durante a sessão norte-americana. O fechamento ocorrerá a 1,1040. Atualmente traçamos no gráfico diário o alvo de 1,1115. Ao mesmo tempo, nossa previsão interdiária para terça-feira mira para baixo. A zona entre os graus 112 e 135 é uma reversão, de modo que, após atualização do máximo na Ásia, teremos movimento correcional para a área de 1,0101-1,1027.

Fig.1 EURUSD, timeframe horário. Fonte: tradingview

Últimas análises

Todos tem a chance de lucrar

Você não precisa negociar sozinho para lucrar. Obtenha lucros investindo nas contas de traders experientes!

Cadastrar-se