Mais Análises

Libra cai com decisão do Banco da Inglaterra

Os mercados acionários asiáticos desta sexta-feira (05.08) foram abertos em alta, reagindo à decisão do Banco da Inglaterra em reduzir as taxas de juros. O índice japonês Nikkei 225 subiu 0,1% e o australiano ASX 0,4%. Na China, o mais importante índice do país, o Shanghai Composite, subiu 1,4% assim como o Hang Seng cuja alta bateu 0,4%. Já os futuros de índices S&P 500 vêm sendo negociados em alta de 0,1% frente ao nível alcançado no dia anterior.

Ontem, o Banco da Inglaterra decidiu reduzir a taxa de juros de 0,5% a 0,25%. Este é o menor valor do índice nos últimos 32 anos. Além disso, o banco central aumentou a sua compra de ativos de 375 bilhões de libras para 435 bilhões de libras. Na verdade, a decisão do regulador já era esperada. O presidente Mark Carney já vinha sinalizando em seus discursos após Brexit que o regulador iria adotar uma política monetária mais relaxada. Esta decisão teve por objetivo apoiar a economia do Reino Unido em melhorar o ambiente de negócios e aumentar o volume de produção industrial. Da mesma forma, os resultados do referendo sobre Brexit foram um importante fator de pressão.

O par GBPUSD nos próximos dias poderá atingir 1,289, confirmando assim, a tendência de queda da libra no médio e longo prazo.

No que toca ao mercado de commodities, os preços de petróleo continuam a se recuperar dos mínimos atingidos na terça-feira (02.08). Na quinta-feira, o barril de Brent saltou de 42,5 USD para 44,3, o nível mais alto desde 27 de julho. Hoje, durante a sessão norte-americana, teremos o relatório sobre novas plataformas de petróleo ativas da Baker Hughes nos Estados Unidos.

Deixar comentários