Mais Análises

Otimismo na Ásia faz preço do ouro cair

Os mercados acionários asiáticos desta quarta-feira (13.07) foram abertos em alta, em continuidade ao rally iniciado no fim da semana passada. O índice japonês Nikkei 225 subiu 1,0% e o australiano ASX 0,5%. Na China, o mais importante índice do país, o Shanghai Composite, subiu 0,6% assim como o Hang Seng cuja alta bateu 0,6%. Já os futuros de índices S&P 500 vêm sendo negociados em alta de 0,1% frente ao nível alcançado no dia anterior.

O otimismo dos traders vem causando o abandono de posições abertas com ativos de refúgio. Os investidores se abrigam sob o ouro quando há picos de instabilidade e logo o abandonam quando emerge nos mercados tendências ou comportamentos mais consistentes. Nesta quarta-feira (13.07), o metal vem sendo negociado a 1.338,90 USD por onça troy. Os preços poderão cair para 1.318 USD, nível o qual será o benchmark para novas compras. Enquanto durar o rally nos mercados acionários globais, gerando captação de novos ativos voláteis, a demanda de ouro continuará limitada. Atualmente, 72% de todas as posições de contratos futuros com ouro foram abertas em “Buy”. Para efeitos de comparação, na a semana anterior o valor era de 100%. Por outro lado, os investidores ainda não abandonaram a prata, mantendo 96% de suas posições de compra. Os especuladores aguardam que os mercados acionários norte-americanos terão novos picos de crescimento, particularmente os índices Dow Jones e S&P 500. Prova disso é a atividade cambial dos compradores, os quais focam no curto prazo do que na perspectiva de médio ou longo prazo. Uma vez que não enxergam riscos iminentes, os “bulls” de ativos de riscos estarão na liderança pelo menos até o fim desta semana.

No que toca ao mercado de commodities, ontem, os preços de  petróleo deram uma guinada para cima após a publicação do relatório da OPEP, o qual prevê um crescimento da demanda global no próximo ano em 1,2 milhões de barris por dia, para 95,3 milhões. Como resultado, o preço do barril de Brent elevou-se de 46,0 USD para 48,5 USD na sessão asiática. Ao longo da sessão norte-americana serão publicadas estatísticas sobre as mudanças nas reservas de petróleo nos Estados Unidos que poderão fazer o preço cair novamente.

O par EURUSD fechou ontem o mercado a 1,1060 e hoje, durante a sessão asiática,  flutua entre 1,1055 e 1,1070. Ao longo da sessão europeia e norte-americana teremos a publicação de diversas estatísticas macroeconômicas, entre elas dados sobre a produção industrial para maio na União Europeia, anúnico da política monetária no Canadá e nos EUA a publicação dos dados sobre balança comercial e o Livro Bege do Fed.

Deixar comentários