Economias emergentes reagem a Brexit com alta

Resultados das Sessões de Mercado

Na semana passada, no período entre 27 de junho a 4 de julho, os traders e investidores observaram vigorosas recuperações nos mercados cambiais dos países emergentes, principalmente da Rússia, México, China, Brasil e África do Sul. Tal dinâmica de alta reflete uma retomada do crescimento após as grandes quedas sofridas na semana anterior, associadas ao pânico geral dos mercados financeiros globais devido à saída da Grã-Bretanha da União Europeia. O humor negativo da semana passada causou uma queda nos preços de ativos financeiros, permitindo maiores compras, e agora sua elevação favorece a rentabilidade dos investidores dos países emergentes.

As moedas mais voláteis na semana passada apresentam agora alta em relação ao dólar, compensando a queda anterior. O rand sul-africano subiu 5,92%, o rublo russo 2,49% e o peso mexicano 4,15%. O real brasileiro, todavia, apresenta crescimento ainda mais consistente. Na semana passada, a moeda brasileira valorizou-se 3,72% frente ao dólar.

Expectativas dos Mercados Emergentes

O Brasil continua a alegrar os traders nos mercados cambiais com suas estatísticas macroeconômicas. A produção industrial do gigante latino-americano em maio pela primeira vez desde o início do ano não se alterou em relação ao mês anterior, enquanto que os dados de abril demonstravam queda. O índice de atividade negocial no setor manufatureiro em junho aumentou 1,6 pontos e atingiu 43,2 pontos, indicando crescente confiança dos empresários na recuperação da economia. A taxa de desemprego no país para maio não mudou em comparação com abril e atingiu 11,2% da população ativa. Apesar do elevado nível de desemprego, os dados sobre a estabilização deste indicador em conjunto com outros dados positivos foram favoráveis ​​para o crescimento do câmbio do real frente ao dólar.

Na China, os dados sobre o índice PMI industrial caiu em junho de 49,2 para 48,6 pontos.
Apesar dos dados não terem causado um impacto negativo sobre o yuan frente ao dólar, impediu-o de consolidar-se mais do que 0,05%. Os traders trabalharam com o relativo otimismo advindo da alta do índice PMI no setor de serviços, o qual em junho subiu de 53,1 para 53,7, demonstrando o ambiente de otimismo em relação a saída do país da recessão.

Principais Eventos

  • Quinta-feira, 7 de julho - dados sobre as reservas de câmbio e o índice de confiança na comunidade empresarial da África do Sul em junho;
  • Sexta-feira, 9 de julho - os dados de inflação para junho no Brasil.

Análise Técnica

O par dólar / rublo até o fim desta semana será negociado entre 63,5 - 64,5 e o euro / rublo a 70,5 - 71,5. O par dólar / real ficará entre 3,34 – 3,45, levando em consideração a dinâmica dos índices acionários. O mercado brasileiro vem avançando novamente com commodities, apesar do pessimismo na Europa, atingindo com a Bovespa alta de 0,11%. O volume negociado no pregão brasileiro atingiu 5,3 bilhões de reais. O dólar reduziu os ganhos após o Banco Central do Brasil alterar contratos de swaps, de modo que colocará pressão sob o par dólar / real.

Últimas análises

Todos tem a chance de lucrar

Você não precisa negociar sozinho para lucrar. Obtenha lucros investindo nas contas de traders experientes!

Cadastrar-se

Há um site melhor para você

Um novo e emocionante site com serviços que se adaptam melhor à sua localização foi lançado recentemente!

Inscreva-se aqui para receber seu Bônus de Boas-vindas de 30%.