Mais Análises

Euro cai com preocupações de Draghi

Depois de um crescimento impressionante, que durou de segunda a quarta-feira (06-08.06), nesta quinta-feira, atingindo um pico de 52,85 USD por barril, o preço do petróleo Brent deu início à uma queda que durou até o fim do dia, limitando-se a 51,8 USD. Na sexta-feira, ao longo da sessão asiaática, a correção continuou e as cotações agora estão abaixo de 51,5 USD.

Uma vez que a China comemora o festival do Barco Dragão, os mercados chineses estão fechados pelo segundo dia consecutivo, enquanto que as outras bolsas asiáticas continuam a cair. O índice japonês Nikkei 225 caiu 0,8% e o australiano ASX 0,9%. Já os futuros de índices S&P 500 vêm sendo negociados em baixa de 0,3% frente ao nível alcançado no dia anterior.

Na quinta-feira, paralelamente à queda dos preços de petóleo, os traders também acompanharam reversão com o par EURUSD. Depois de um crescimento quase ininterrupto desde o início do mês ao nível de 1,1415, o par entrou em fase corretiva no final da quinta-feira para 1,1315.

De fato, o enfraquecimento do euro deu-se em boa parte devido à consternante declaração do presidente do BCE, Mario Draghi, o qual afirmou que o regulador europeu não conseguiu atingir suas metas inflacionárias, mesmo após quatro anos de agressivas políticas de flexibilização monetária. O principal banco da Europa lamentou o fato de que os governos nacionais estão sabotando a política do BCE mormente com objetivos de restringir reformas, que, como resultado, vêm minando a autoridade do regulador.

A queda do euro é fator positivo para o dólar, levando o par EURUSD a continuar seu declínio a 1,1290 ao fim da sessão asiática.

Deixar comentários