Mais Análises

Expectativas de grandes fusões fortalecem o yuan

Os mercados acionários asiáticos nesta sexta-feira (20.05) abriram suas sessões em alta. O índice japonês Nikkei 225 subiu 0,5% e o australiano ASX 0,5%. Na China, o mais importante índice do país, o Shanghai Composite, cresceu 0,1% assim como o Hang Seng cuja alta bateu 1,2%. Já os futuros de índices S&P 500 vêm sendo negociados em alta de 0,3% frente ao nível alcançado no dia anterior.

De acordo com o banco de investimentos internacionais UBS, em 2016 o montante anual esperado de operações estrangeiras envolvendo fusões e aquisições (M&A) na China irá aumentar em 20%, estabelecendo um novo recorde. Tais operações envolvendo empresas chinesas elevaram-se ao patamar de 111 bilhões de dólares e somente no primeiro trimestre do ano já supera o total de 2015.

O evento mais esperado para este ano no mercado chinês involve a fusão entre a fabricante suíça de produtos agroquímicos Syngenta Group e ChemChina a um preço de 43 bilhões de dólares. Este será a maior transação internacional envolvendo empresas chinesas. Segundo o diretor do Departamento de Fusões, Aquisições e Finanças Corporativas do UBS, Suychena Lu, as empresas chinesas tornaram-se grandes players no mercado de M&A, e suas atividades neste segmento não são inferiores a das empresas americanas e europeias.

O dólar dos EUA deteve sua ascensão contra o yuan e vem sendo negociado a 6 6,5455 (-0,0015, ou -0,02%).

No que toca o par EURUSD, nesta quinta-feira (19.05), depois de cair para 1,1180 - seu nível mais baixo desde 29 de março, subiu para 1,1227, e hoje vem sendo negociado em um estreito corredor entre 1,1195 e 1,1210. Uma vez que não se espera notícias macroeconômicas importantes para hoje, o melhor é abster-se do mercado.

Deixar comentários