Mais Análises

Tom suave da declaração do Fed indica queda do dólar

Os mercados europeus estão tranquilos nesta quarta-feira. Os principais índices acionários do continente continuam sua tendência de baixa, caindo de -0,45% a -0,7% em alguns casos. O preço do petróleo Brent diminuiu, mas agora segue uma leve recuperação de 0,71% em relação ao preço de fechamento na terça-feira. O barril agora está cotado a 31,12 USD.

O par GBPUSD foi corrigido após o rally de ontem. A libra esterlina enfraqueceu-se contra o dólar para 1,4283. O EURUSD subiu para 1,0881 e é negociado a 1,0871. O par AUGUSD consolidou-se em 0,7032, e o par USDJPY a 118,22.

O mercado de câmbio está agora aguardando os resultados da reunião de dois dias do Comitê de Operações de Mercado Aberto do Federal Reserve dos EUA. Em dezembro passado, o regulador aumentou a taxa básica de juros em 0,25% e sinalizou aumentá-la mais quatro vezes durante o ano de 2016.

Todavia, cremos que uma política monetária mais rígida não será estabelecida até o início de março, de modo que o tom suave da declaração do regulador irá causar a queda do dólar.

Às 22:00 EET teremos o anúncio da decisão sobre a taxa de juros na Nova Zelândia. Em 2015, o Banco Central do país asiático reduziu a taxa quatro vezes de 3,50% para 2,50%. A última redução ocorreu em dezembro. De acordo com nossa previsão, o mercado espera que a taxa permanecerá em 2,50%. O presidente do Banco Central, Graeme Wheeler, vem afirmando que a queda dos preços de produtos lácteos poderá reduzir a taxa novamente como reação em favor do crescimento econômico e aumento da inflação.

Deixar comentários