EURUSD: a correção em baixa está terminada

Na segunda-feira, 11 de maio, a negociação no par EURUSD fechou em baixa. O par caiu 28 pips para chegar a 1,0806. O dólar dos EUA subiu no gráfico com os investidores a começarem a ter receios de que a economia poderá começar a recuperar a um ritmo mais lento do que o esperado. Isto aumentou a procura pelo dólar, que é considerado um ativo de porto seguro.

A Alemanha anunciou na segunda-feira que o índice de novas infeções tinha aumentado desde que o país flexibilizou algumas das restrições de confinamento.

Notícias de hoje (GMT+3):

  • 15:00 Reino Unido: estimativa do PIB NIESR (Abr.).
  • 15:30 EUA: CPI (Abr).
  • 16:00 EUA: discurso do membro do FOMC, Kashkari.
  • 17:00 EUA: discurso do membro do FOMC, Harker, discurso do membro do FOMC, Quarles.
  • 21:00 EUA: declaração de orçamento mensal (Abr.).
  • 23:30 EUA: inventário de petróleo semanal API (8 de maio).
Pic. 1

Situação atual:

Acreditamos que a correção em baixa chegou agora ao fim. Não revimos a nossa previsão, mas ajustámos o canal. Os "bulls" precisam agora de quebrar a resistência de 1,0830 de forma a continuarem para a meta de 1,0920.

Vale a pena destacar que, na passada sexta-feira a agência de notação Moody's deixou a notação de crédito de Itália inalterada nos Baa3 e com a previsão estável. A Comissão Europeia pode começar a discutir oficialmente as ramificações da decisão do tribunal constitucional alemão sobre o programa de compra de obrigações do BCE. O tribunal europeu anunciou que o banco não ultrapassou as suas valências. Por isso, existe um misto de fatores, alguns dos quais são bons para o euro e outros que exercem pressão sobre o mesmo. Hoje baseamo-nos mais nos dados técnicos, embora compreendamos perfeitamente que qualquer previsão poderá facilmente correr mal, e que a linha plana poderá continuar até quarta-feira.

Esta semana, o dólar estará a receber indicações por parte do Presidente da Reserva Federal, Jerome Powell, na quarta-feira, assim como dos membros do FOMC que prestam declarações hoje. OS EUA irão apresentar os números de inflação do consumidor para abril, no dia de hoje. Os especialistas previram uma queda mês-a-mês de 0,7% e uma subida ano-a-ano de 0,4%.

Há um site melhor para você

Um novo e emocionante site com serviços que se adaptam melhor à sua localização foi lançado recentemente!

Inscreva-se aqui para receber seu Bônus de Boas-vindas de 30%.