Mais Análises

Banco Central da China mais uma vez desvaloriza o yuan

O Banco Central da China tomou uma decisão de enfraquecer a moeda nacional. Esta é a terceira vez que o yuan sofre desvalorização ao longo dos últimos sete dias. Agora, o câmbio dólar americano é de 6,4 yuans,a menor cotação em quatro anos.

Na semana passada, o yuan desvalorizou-se imediatamente após a divulgação das fracas estatísticas sobre a balança comercial e níveis de exportações e importações na China. Nesta segunda-feira, todavia, tivemos o relatório sobre a produção industrial chinesa em novembro. O indicador subiu para 6,2% ao ano, uma alta em relação ao nível anterior, que marcou 5,6% ao ano. O crescimento da produção industrial ao mês é 0,58%. Um relatório forte geralmente apoia a alta da moeda nacional, todavia o regulador chinês não tem planos para manter o yuan forte e persistente.

O Banco Central chinês tem de resolver uma série de problemas econômicos internos para voltar a promover o yuan na arena global de forma eficaz, principalmente ligados à inflação e à fraca demanda. Todavia, aparentemente, o regulador mantém o yuan nos níveis baixos como passo para a consecução de seus objetivos estratégicos. Isso, no entanto, não exclui a opção para novo enfraquecimento da moeda, se necessário.

Deixar comentários