Mais Análises

As causas das baixas cotações de petróleo

Nesta terça-feira, as cotações de petróleo cairam significativamente diante do aumento de oferta da commoditie nos mercados mundiais. O petróleo da marca Brent com contrato para setembro está sendo negociado a 52,84 USD e o WTI com entrega em agosto a 46,93 USD.

Apesar da Agência de Informação Energética anunciar que o preço do petróleo voltará a crescer na segunda metade de 2015, os investidores estão cada vez mais pessimistas, como demontra o mercadp. A oferta de petróleo continua a aumentar, os países do Oriente Médio não diminuirão a extração e cada vez mais lutarão pelo mercado externo. De fato, o Iraque – que é o segundo em voulme de extração dentro da OPEP - iniciou planos de aumento da produção no início de julho para 3,064 milhões de barris por dia, em comparação com os 3,02 do mês anterior. O diretor da empresa pública “Petróleo do Sul” afirmou que o país manterá os níveis de produção.

Os estoques do hidrocarboneto aumentam nos Estados Unidos. Nesta semana os dados preliminares falam em 700 mil barris a mais.

Impacto negativo indireto sobre o mercado de petróleo advém da queda dos índices acionários chineses. Os investidores interpretam que isto é um sinal de desaceleração da economia chinesa e, consequentemente, da demanda por petróleo.

Hoje, as cotações mantém sua queda. O Brent poderá cair para 51,5 USD e o WTI 46-46,3 USD.

Deixar comentários