Mais Análises

Rússia se torna a maior produtora de petróleo do mundo

De acordo com o portal de informações financeiras Bloomberg, no mês de maio de 2015, a Rússia se tornou a maior produtora de petróleo do mundo. O volume médio diário de produção atingiu 10,708 milhões de barris, enquanto que a segunda maior produtora, a Arábia Saudita, atingiu 10,25 milhões de barris. O Bloomberg assinalou ainda que a produção russa continuou a crescer mesmo após a introdução de sanções contra o país.

O volume produtivo de petróleo na Rússia pemanecerá aproximadamente neste nível nos próximos anos. A queda dos preços do hidrocarboneto nos mercados financeiros foi compensada pela desvalorização do rublo. As sanções não causarão resultados negativos no longo prazo. Acreditava-se que a proibição da importação de tecnologia ocidental prejudicaria a exploração petrolífera russa no Ártico, mas o país está se preparando para atrair empresas petrolíferas da Índia e China para a região, uma vez que elas não se submetem às sanções. Além do mais, lembro que ninguém está a salvo de espionagem industrial.

De qualquer forma, é improvável que a Rússia irá abandonar a política nacionalista para exploração de matérias-primas, a qual estabelece apoio administrativo governamental diferenciado às empresas petrolíferas estatais, tais como a Rosneft e Gazprom Neft. Desse modo, tais empresas são premiadas em relação às outras companhias russas e, possivelmente, no que concerne às análogas dos mercados emergentes. 

Deixar comentários