Mais Análises

Maior petroleira do mundo será privatizada via IPO

A maior empresa de petróleo do mundo, a estatal da Arábia Saudita Saudi Aramco, passará por um possível processo de privatização através de IPO (Initial Public Offering).

Atualmente, a Saudi Aramco controla mais de 10% da produção mundial do hidrocarboneto, o que tem gerado preocupação entre os investidores a respeito da futura estratégia de redução da produção diante da livre circulação de suas ações.

A partir de nosso ponto de vista, é impróvavel que se diminua a extração uma vez que os investidores terão participação majoritária no capital social. Como demonstra a prática, a venda de ações em tempos de baixa nos preços de petróleo representa uma boa oportunidade para os investidores capitalizarem. No entanto, este investimento está associado a riscos políticos sérios de conflito com o Irã e com a instabilidade política interna do país árabe.

A privatização proposta via IPO poderá causar uma revisão das carteiras de investimento e, consequentemente, da venda de grandes ações de petrolíferas do mundo, incluindo os grandes players como Gazprom, Lukoil e Rosneft. Os planos para as autoridades sauditas também comprometem a privatização parcial da russa Rosneft, que está prevista para 2016.

Deixar comentários